O amor do poeta


O Poeta sonha, o poeta ama,
Isso são os ingredientes que o mantém,
Certo de que é um sonhador,
E que jamais poderá deixar de amar.

Esse amor tão lindo e forte,
Que se solidifica a cada dia,
Como que nascesse a cada manhã,
Muito mais que uma magia e encanto,
Por ser duradouro e eterno,
Vindo diretamente do Criador.

Esse amor correspondido, vivido,
De uma forma real e verdadeira,
Amor que supera todos os obstáculos,
Pelo prazer imenso de viver a dois,
Na certeza de que ele é lindo,
Por ter sido prometido e preparado,
Para viver uma intensa paixão.

14 de fevereiro de 2008.
11:15 hs

Nenhum comentário:

Postar um comentário